Locura

Hoje assisti pela televisão uruguaia a chegada da Celeste Olímpica, na verdade, não foi bem uma chegada, mas uma cerimônia de recebimento aos heróis uruguayos, e por que estou usando heróis para falar desses jogadores??

Simples, colocando de lado qualquer relação futebolistica, a atuação da celeste na Copa teve como papel principal a volta da loucura, da emoção, do coração, da raça, da garra que tanto nos encantava vendo partidas da seleção uruguaya nos anos 80 e 90, ou nas histórias que nossos pais sempre nos contaram.
Durante a tarde inteira se pode escutar o clássico "cuando juega la celeste" pela voz não menos clássica de Jaime Ross, e uma carreata que desde o inicio foi acompanhada por milhares de pessoas. O país parou, o ônibus que carregava a delegação adentrou a cidade de Montevideo, passou pela Rambla e terminou na Assembléia legislativa, lá estavam o presidente Pepe Mujica e autoridades do país.
Assim que começou a festa "El Loco Abreu"o melhor suplente da copa, segundo ele mesmo fazendo uma brincadeira com Forlán agarrou o microfone da mão do apresentador oficial da festa e começou a entoar junto do publico canções sobre os jogadores, o publico respondia e juntos fizeram um grande coro.
O capitão Diego Lugano falou ao publico dizendo que o sucesso na África não deve apenas ser visto como uma façanha, mas algo que as próximas gerações de futebol do Uruguay devem seguir buscando, sempre estar nas cabeças da Copa do Mundo. Sebastian Abreu agarrou novamente o microfone e disse que nessa Copa havia acontecido algo que ele havia apenas escutado como sendo uma história contada pelo pai e avô dele, e disse que no grupo havia um jogador que jogou algumas partidas com uma fratura, e mostraram o jovem Lodeiro de muletas e o publico de novo foi ao delírio. Outros jogadores também falaram como Fucile e "el Russo" Peréz. A cerimônia terminou com a entrega das medalhas aos jogadores e a toda comissão técnica.
O mais importante está além da conquista do quarto lugar, ou da festa oferecida, mas da volta por cima de uma nação que entrou numa grave crise financeira nas ultima décadas e que o futebol foi apenas um reflexo dessa gigante crise, e com esse êxito futebolístico vimos novamente esse belo país sorrindo , numa união que transbordava de alegria em todos os rincões do Uruguay e que isso possa ser a pedra fundamental, junto com os ares de mudança trazidos pelo presidente Pepe Mujica para o resurgimento não apenas futebolístico, mas político e econômico desse país tão querido por todos.

Encontrei algumas imagens maravilhosas da festa inesquecível

Vídeo de Montevideo no jogo contra Gana


Comentários